Só me ensinaram a sonhar

Posted: junho 27, 2010 by Alessandro Pierre in
5


Só me ensinaram a sonhar

Só me ensinaram a sonhar
Hoje é difícil saber o que fazer quando o sonho se esvai
Impossível não estranhar quando se acorda
E se o sonho fosse realizado? Talvez não soubesse o que fazer
Só me ensinaram a sonhar
Estou me despertando por não acreditar que era sonho
Estou acordando no meio da noite negra da alma
Só agora me vi dormindo ao lado do vazio que é minha companhia
Só me ensinaram a sonhar
Dizem que despertamos no final, agora entendo porque...
Cada sonho que se vai termina uma vida para recomeçarmos outra
Cada vida que se perde em um sonho desfeito renasce em outro lugar
Renasce com a dor de querer voltar ao paraíso que se perdeu
Só me ensinaram a sonhar
Nem sempre temos força para abrir os olhos
Agora estou em um mundo que desconheço
Entregue a grande ilusão que é a realidade
Estou de olhos velados pela bruma que se faz sem meu sol
Só me ensinaram a sonhar
Não sei o que fazer se já não existe quem me faça sonhar
Quem me colocará de volta em minha órbita
Já sonhei sem motivos e assim os sonhos são oníricos
Não sei o que dizer, só me ensinaram a sonhar

5 comentários:

  1. E o que fazer quando o ensino é maior do que nossa posse? Tenho a impressão de que sonho sonhos que ninguém mais pode ver, sentir ou comigo viver.

    Grande abs meu caro amigo e poeta!

  1. A vida sem sonho é uma tela branca,sem vida.
    Sonha,Pierre!
    Parabéns!

  1. Meu doce amigo,
    o sol é vasto! A luz é quente! É preciso olhar e ver em outras cores. E tudo assim, se renova. Os ventos estão incertos, mas a alma guia! Vai te iluminar!
    Beijos.

  1. Gostei. Já escrevi algo parecido com isso. Pelo menos o tema e a estupefação por só saber sonhar e ver os sonhos desmanchar.

  1. Alessandro, se só o ensinaram a sonhar então sonhe e continue a fazer sonhar quem o lê. Gostei de passar por cá. Parabéns pelos textos.

    Daniel Ruívo Neto